RIO VERMELHO

AST 40x60.

Veja a obra completa

FÉRIAS NA PRAIA

AST 33x43.

Veja a obra completa

Mentira tem pernas curtas

Sem comentários

Era uma tarde chuvosa do verão de 1979. Ele era só mais um habitante daquela pequena cidade que partia em busca do sonho de realizar um curso superior. Em sua mala de viagem, roupas e livros espremiam um vidro de colônia barata e um pequeno rádio de pilhas. O ônibus já se colocara em marcha, deixando Cabo Frio com destino a Niterói, para onde passara em concurso, ganhando uma bolsa integral em um renomado curso “Pré-Vestibular”. Sua ansiedade, diante de renovação de ares, mantinha seus olhos abertos, registrando tudo, ignorando o cansaço da noite anterior quando a insônia lhe visitara. O que esperar da nova vida? Teria novos amigos, tão bons como os da sua cidade de origem? E o novo trabalho que já o aguardava? Muitas questões careciam de respostas.

Leia Mais…

Luz e sombra

Faça-se a luz! Segundo alguns religiosos acreditam, o universo foi criado com essa frase imperativa proferida por Deus, seguidas de outras que fogem ao escopo do nosso artigo. Não entraremos no mérito religioso, mas o fato é que a luz e, consequentemente, a sombra são dois fatores indispensáveis para a produção de boas obras de pintura.

Leia Mais…

PINTURA EM PAINÉIS

Sem comentários
pintura_em_painel

Devo escolher tela ou painel para pintar um quadro? Alguns optarão por telas, pois podem emoldurá-las, compondo o acabamento e fazendo parecer que a obra é maior do que na realidade é. Há os que preferem painéis, alegando que não precisarão emoldurar, barateando o custo do produto final. Outros fatores também influenciam na hora da escolha, como o estilo da pintura, o local onde será exposta e outros.

Leia Mais…

CORES COMPLEMENTARES E PALETA OTIMIZADA

2 Comentários
Cores complementares

A teoria das cores vimos em artigos anteriores – listados em “Referências“, no final dessa coluna. Além dos aspectos históricos e rudimentos da física e da química, aprendemos como gerar cores secundárias e terciárias a partir das cores primárias – ciano, amarelo e magenta. Chegou a hora de pintar. Com quais cores devemos montar nossa paleta?

Leia Mais…

CORES PRIMÁRIAS E SUAS MISTURAS

Sem comentários

Na segunda FLISPA (Feira de Literatura de São Pedro da Aldeia) participei como escritor na antologia “A Aldeia de Pedro” e com exposição das minhas pinturas, uma das quais foi usada como capa do livro. No penúltimo dia, Renato Fulgoni, o organizador do evento, me pediu para realizar uma oficina de pintura para alunos do 5º ano do ensino fundamental. Elaborei um trabalho para apresentar a educandos com cerca de 10 anos, mas ao chegar, encontrei crianças muito pequenas! Depois de me certificar que não estava na casa da Branca de Neve, vi que meu amigo se equivocou na série da criançada. Abandonei meu projeto e resolvi montar a “Roda das Cores” a partir das cores primárias. As crianças amaram, achando que foi um “show de mágica“.

Leia Mais…

MOLDURAS

Sem comentários
Molduras Unitemper

Quando uma pintura está concluída? Muitos consideram que a obra está terminada quando a retiram do cavalete, mas ainda assim ficam tentados a dar pinceladas adicionais num ou outro detalhe. Por isso, alguns optam por aplicar verniz sobre a pintura – não há tentação que resista a essa solução. Já para outros colegas a obra somente estará concluída ao receber moldura.

Leia Mais…

COMPOSIÇÃO: A TECNOLOGIA COMO ALIADA

Sem comentários
Composição: tecnologia

Devo ou não devo usar os recursos que a tecnologia me proporciona para melhorar a composição nas minhas pinturas? Eis um dilema polêmico. Há artistas defendem seu uso e outros que são críticos severos, sob o argumento de que a tecnologia inibe o potencial criativo. Mas a tecnologia evolui a cada dia criando e aprimorando ferramentas que facilitam o trabalho em diversas atividades, inclusive na arte.

Leia Mais…

Categorias: Técnicas Artigos

COMPOSIÇÃO: PROPORÇÃO ÁUREA

Sem comentários

Qual a melhor maneira de dividir um segmento de reta? seria no meio? Certamente não, pois a natureza assim não faz. O homem, estudando os fenômenos naturais, mapeou regras que podemos usar na ciência, artes e tudo que desejarmos. Talvez você já tenha lido o excelente livro “O CÓDIGO DA VINCI” de Dan Brown, ou mesmo visto o filme homônimo. O autor faz referência à sequência de Fibonacci e outras regras com as quais lidamos diariamente sem nos darmos conta disso.

Leia Mais…